O Manuscrito Histórico

O Manuscrito Histórico Compra e vende espólios manuscritos, livros e antiguidades diversas. O Manuscrito Histórico é uma antiga loja de Douradores de Encadernações, situada, há mais de 25 anos, no Palácio Valadares, em pleno centro histórico do Chiado.

Junto ao Largo do Carmo foi fundada em 1989 por José Rebelo, um coleccionador apaixonado por manuscritos, livros antigos e objectos únicos com história. Ainda pertence à mesma família e continua a trabalhar com as mesmas regras de atendimento aos seus clientes privados e institucionais, de todos os credos, facções sociais e políticas.

Funcionando normalmente

Small Great Things
15/01/2022
Small Great Things

Small Great Things

Dates: Tuesday 18 and Wednesday 19 January 2022Times: 14.00-16.00 GMTLocation: Zoom WebinarTutor: Stephen DuffyLevel: All Levels Course Description: From the early 16th century to the mid-19th century, the painting of miniatures was at the forefront of European culture. Although difficult to define....

13/01/2022

“Palmilhei capitais europeias. Sonhei nas terras úberes de África os mais puros, os mais ardentes sonhos telúricos. Nasci numa cidade sossegada com pedras do tempo dos romanos e Nossas Senhoras de todos os nomes. E não posso esquecer Paris – a sedução, o charme de Paris, na grandeza dos Campos Elíseos ou nas ruelas cosmopolitas e boémias de Saint-Michel. Tenho de lembrar o perfil dos monumentos de Londres por entre os véus do nevoeiro ou o chuvisco gelad. Tenho também de confrontar Angola com Macau para saber que há sangue e saber que há sono. Mas, acima de tudo, quero encontrar-me comigo.”

em Estátua de Sal
Maria Ondina Braga nasceu neste dia 13 de janeiro, no ano de 1932.

📷Maria Ondina Braga/DR

26/12/2021
Uma imperatriz silenciada: D. Teresa Cristina de Bourbon
14/12/2021
Uma imperatriz silenciada: D. Teresa Cristina de Bourbon

Uma imperatriz silenciada: D. Teresa Cristina de Bourbon

Por: Renato Drummond Tapioca Neto Soberana consorte do maior país da América Latina por um período de aproximadamente 45 anos, D. Teresa Cristina das Duas Sicílias até hoje permanece como uma inter…

12/12/2021

Nesta tela flamenga do final do século XV é representada a Anunciação, um dos mais célebres episódios do universo cristão. O anjo Gabriel visita a Virgem Maria, trazendo-lhe a boa nova de que carrega no seu ventre Jesus Cristo, o Salvador.

A pintura está repleta de simbologia: a pomba enquanto presença do Espírito Santo; a cruz na janela, antecipando a Crucifixão de Jesus; o jardim fechado no exterior simbolizando a castidade da Virgem ao mesmo tempo que o pavão, símbolo da vida eterna, nos remete para o Paraíso.
Nas próximas semanas partilhamos representações da quadra natalícia presentes em obras da Coleção Calouste Gulbenkian. Visite-nos de quarta a segunda, das 10:00 às 18:00!

06/12/2021

“When you believe in a thing, believe in it all the way, implicitly and unquestionable.”
Walt Disney -100 anos

05/12/2021

Artista do Primeiro Modernismo Português, deixou obra no desenho, pintura e gravura, mas também na ilustração, destacando-se nesta área a colaboração com as revistas ABC ou A Ilustração Portuguesa. A decoração dos pavilhões da Exposição do Mundo Português (1940), nomeadamente a Sala do Japão, merecem destaque entre o conjunto de trabalhos desenvolvidos por encomenda pública.

Emília Possoz, Mily Possoz, filha de pais belgas radicados em Portugal, nasceu neste dia 4 de dezembro, no ano de 1888.

📷Mily Possoz/DR; Varina, MC.GRA.1283, Museu de Lisboa; Sem título [Estudo para os Biombos da Sala do Japão, no Pavilhão dos Portugueses no Mundo], Col. Fundação Arpad Szenes – Vieira da Silva.

03/12/2021

Um rei que saiu do esquecimento em Odivelas

Está a ser feito um estudo exaustivo do túmulo de D. Dinis, numa parceria entre a Câmara Municipal de Odivelas e a Direção Geral do Património Cultural. "O rei está a ser estudado na dimensão antropológica, nas suas vestes e a forma como foi exumado. Vai ser possível conhecer como era o Rei, a sua estatura, dentição, altura. Já houve um investimento municipal de mais de 300 mil euros no estudo deste túmulo", revela Hugo Martins. No final do estudo, será publicado um relatório que poderá mostrar como era o rosto do rei conhecido como "O Lavrador", que tipo de alimentação mantinha e até se terá alguma marca nos ossos da luta com o urso, de acordo com a lenda que está na origem da construção do Mosteiro. Diário de Notícias de 2 de dezembro de 2021

Valeu a pena criar esta página e alertar para o estado de abandono em que se encontrava o túmulo deste grande rei. Estamos todos de parabéns.

Photos from EGEAC Cultura em Lisboa's post
26/11/2021

Photos from EGEAC Cultura em Lisboa's post

Timeline Photos
24/11/2021

Timeline Photos

Timeline Photos
18/10/2021

Timeline Photos

Book of Irish embroidery with examples and samples of clothing detailed in fabric inside the book, 1833.

www.ancient-origins.net

17/10/2021

Dia de recordar a eterna Agustina ❤ (15 de outubro de 1922 — 3 de junho de 2019).
"Eu não me levo muito a sério. É a melhor maneira de viver. Aquele que se leva a sério está sempre numa situação de inferioridade perante a vida."

Sugestão de leitura: Doidos e Amantes
Disponível aqui, com 10% desconto: bit.ly/Doidos-e-Amantes

«Declare-se por fim que a paixão em cru, a que se experimenta sem teorias, mas com palpitações, confere a esta fábula de cordel a sua coluna vertebral. E a loucura lúcida, tão convocada para circunscrever o turbilhão que Maria Adelaide Coelho da Cunha desencadeou, ergue-se como eixo de uma congeminação que busca o caixilho disciplinador. Quem hesitará em concluir que por meio dela, a paixão, e por nada mais, se levanta o definitivo archote do progresso das almas, e a sua pertinente justif**ação?»
Do Prefácio de Mário Cláudio

Photos from Fundação Calouste Gulbenkian's post
10/10/2021

Photos from Fundação Calouste Gulbenkian's post

07/10/2021

A importância de um autógrafo!!

19/09/2021

Na morte de José-Augusto França

José-Augusto França, historiador de arte, crítico, sociólogo e olisipógrafo, foi um prolífico autor que deixou uma importantíssima herança de estudos olisiponenses, como as obras de referência “Lisboa Pombalina e o Iluminismo”, “Lisboa: Urbanismo e Arquitetura” e “Lisboa, História Física e Moral”, entre outras.

A sua vida cruzou-se com todos os mais relevantes movimentos estéticos e culturais que emergiram em Lisboa, tendo privado com os melhores pensadores e artistas da cidade, cuja inquietude criativa soube captar na sua obra. Dinamizador cultural e pedagogo, colaborou com a Câmara Municipal de Lisboa durante décadas, quer escrevendo na Revista Municipal, quer participando em numerosos eventos artísticos e culturais.

Na ocasião da enorme perda que constitui a morte de José-Augusto França, a Câmara Municipal de Lisboa, exprimindo o sentir dos lisboetas, manifesta o seu profundo pesar pelo desaparecimento do grande intelectual que tão magnif**amente cultivou o amor pela cidade, que dele f**a tão devedora, e endereça à família e a todos os que tiveram o privilégio de com ele privar as mais sentidas condolências e inestimável reconhecimento.
#Lisboa

📸Centro Nacional de Cultura

15/09/2021

15 de setembro | #NesteDia do ano de 1850, nascia Guerra Junqueiro em Freixo de Espada À Cinta

Imagem: Guerra Junqueiro / Celso . - Lisboa, 1903
Disponível em https://purl.pt/28312

#OnThisDay #GuerraJunqueiro

23/04/2021

Sabia que…
O Dia Mundial do Livro é comemorado desde 1996 e por decisão da UNESCO a 23 de abril? A data coincide com a de uma tradição catalã: neste dia, conta-se, os cavaleiros ofereciam às suas damas uma rosa vermelha de S. Jorge – cujo dia é também celebrado hoje - e recebiam em troca um livro, testemunho das suas heróicas aventuras.

Este dia, 23 de abril, é também considerado o dia da morte dos escritores Cervantes e Shakespeare.

Que livros se lêem por aí?

📷José Frade/EGEAC
Casa Fernando Pessoa

Julieta Ferrão (1899-1974): a primeira diretora de um Museu em Portugal e "a última caricatura de Bordalo"
06/03/2021
Julieta Ferrão (1899-1974): a primeira diretora de um Museu em Portugal e "a última caricatura de Bordalo"

Julieta Ferrão (1899-1974): a primeira diretora de um Museu em Portugal e "a última caricatura de Bordalo"

Para celebrar o Dia Internacional da Mulher, dia 8 de março, o Museu Bordalo Pinheiro convida a investigadora Sandra Leandro para uma conversa (online) em torno da vida e obra de Julieta Ferrão (1899-1974), antiga diretora do Museu Bordalo Pinheiro e a primeira mulher a dirigir um museu em Portuga...

20/12/2020
Fundação Calouste Gulbenkian

Fundação Calouste Gulbenkian

Obras Completas de Eduardo Lourenço editadas pela Fundação Gulbenkian: de Heterodoxias a Pessoa Revisitado, a sabedoria e o pensamento do maior ensaísta português do séc. XX.

De portas abertas para os nossos clientes e amigos.
17/12/2020

De portas abertas para os nossos clientes e amigos.

Está quase...
15/12/2020

Está quase...

21/11/2020
Biblioteca FCT/UNL

apontamentos pessoais da fotógrafa Rita Barros em NY

"O vídeo NYC NOTES#2 (NYC NOTES#1 publicado 2020, nov 11), no âmbito da iniciativa cultura_online @Biblioteca FCT NOVA) apresentam apontamentos pessoais, que não seguem uma linha, cronológica, da vivência da pandemia e confinamento em Nova Iorque até à data. O som que acompanha foi gravado nas ruas e parques da cidade, na qual, em Março foi decretado o estado de emergência. " Rita Barros

A Homenagem a Um Grande Portugues!
13/11/2020

A Homenagem a Um Grande Portugues!

“Se olharem para trás, veem esta relação entre o bosque e a clareira, e veem a relação que é a do Homem entre o bosque e a clareira que é o refúgio. Portanto, isto é o Jardim Gulbenkian. E ao Homem, o que lhe compete? Ser o poeta dessa Vida!” — Gonçalo Ribeiro Telles, 2013

Ribeiro Telles começou a trabalhar com a recém criada Fundação Calouste Gulbenkian no início de 1958, concebendo o projeto do Jardim das Instalações Provisórias. Tinha, nesta altura, 35 anos.
Este jardim já não existe, foi substituído pelo que hoje conhecemos, e que tem vindo a evoluir e a transformar-se, sempre sob o seu atento acompanhamento. Com esta obra, tal como com outras, Ribeiro Telles deixou-nos o testemunho do que é trabalhar com os elementos materiais e subtis da paisagem e da cultura para construirmos lugares de vida onde possamos ser verdadeiramente Humanos, completos e felizes.

em confinamento nada como visitar uma exposição virtual
01/11/2020

em confinamento nada como visitar uma exposição virtual

Les expositions vous manquent déjà ? Poussez les portes de nos expositions virtuelles. Pendant ce nouveau confinement, nous vous invitons à profiter en ligne de nos visites guidées, accessibles à tous et gratuites. Arts, littérature, photographie, cartes sont à découvrir ici : http://expositions.bnf.fr

Trésors Caroligiens, Miniatures et peintures Indiennes, estampe Japonaise, Splendeurs persanes et bien d’autres : nous amenons chez vous les plus beaux documents de nos collections.

Endereço

Calçada Do Sacramento Nº50
Lisbon
1200-342

Horário de Funcionamento

Segunda-feira 11:00 - 13:00
14:00 - 19:00
Terça-feira 11:00 - 13:00
14:00 - 19:00
Quarta-feira 11:00 - 13:00
14:00 - 19:00
Quinta-feira 11:00 - 13:00
14:00 - 19:00
Sexta-feira 11:00 - 13:00
14:00 - 19:00
Sábado 11:00 - 14:00

Telefone

213464283

Notificações

Seja o primeiro a receber as novidades e deixe-nos enviar-lhe um email quando O Manuscrito Histórico publica notícias e promoções. O seu endereço de email não será utilizado para qualquer outro propósito, e pode cancelar a subscrição a qualquer momento.

Entre Em Contato Com O Negócio

Envie uma mensagem para O Manuscrito Histórico:

Lojas nas proximidades


Outra Antique Stores em Lisbon

Mostrar Todos

Comentários

A Lisboa de cada um de nós, do comércio e das casas centenárias está a desaparecer, é inevitável. Só há uma maneira de retardarmos esta fatalidade, "aparecendo", frequentando estes espaços para que os negócios possam continuar. "O Manuscrito Histórico", Calçada do Sacramento, 50, Lisboa: https://www.facebook.com/omanuscritohistorico/ Existiam em Lisboa alguns espaços de tertúlia que foram desaparecendo. Lembro-me com saudades da "Livraria Histórica e Ultramarina" fundada em 1956 por José Maria da Costa e Silva (Almarjão) e onde esteve a sua filha Margarida até ser vendido o 1. andar da Travessa da Queimada, ao Bairro Alto. Conhecia, sem alguma vez ter frequentado, as tertúlias da "Livraria Campos Trindade", no 44 da Rua do Alecrim, em Lisboa e onde hoje está à frente o Bernardo Trindade e onde apareço quando posso. E visitava com alguma regularidade "O Manuscrito Histórico". As comversas com o pai da Teresa Rebelo, hoje à frente do negócio, foram uma escola de saber, de ética e de bondade.
A Lisboa de cada um de nós, do comércio e das casas centenárias está a desaparecer, é inevitável. Só há uma maneira de retardarmos esta fatalidade, "aparecendo", frequentando estes espaços para que os negócios possam continuar. "O Manuscrito Histórico", Calçada do Sacramento, 50, Lisboa: https://www.facebook.com/omanuscritohistorico/ Existiam em Lisboa alguns espaços de tertúlia que foram desaparecendo. Lembro-me com saudades da "Livraria Histórica e Ultramarina" fundada em 1956 por José Maria da Costa e Silva (Almarjão) e onde esteve a sua filha Margarida até ser vendido o 1. andar da Travessa da Queimada, ao Bairro Alto. Conhecia, sem alguma vez ter frequentado, as tertúlias da "Livraria Campos Trindade", no 44 da Rua do Alecrim, em Lisboa e onde hoje está à frente o Bernardo Trindade e onde apareço quando posso. E visitava com alguma regularidade "O Manuscrito Histórico". As comversas com o pai da Teresa Rebelo, hoje à frente do negócio, foram uma escola de saber, de ética e de bondade.